Skip to main content

SANO – Adicionar um trabalhador

Com a entrada do SANO em funcionamento no início de 2017, a B2S decidiu começar a disponibilizar uma série de videos que irão servir para que os nossos clientes aprendam a mexer no SANO. Serão vídeos com um tempo máximo de 2 minutos e que irão ensinar o básico do SANO para que os nossos clientes sejam mais rápidos e eficientes nas tarefas diárias.

O quinto vídeo mostra como se pode adicionar um trabalhador. Primeiro pesquisamos pelo número do cartão do cidadão para verificar se não existe em sistema. Uma vez confirmada a não existência, navegamos até à delegação onde vai ser criado o trabalhador e uma vez mais pesquisamos, desta vez pelo nome, somente para garantir que não existe mesmo. Após isso é só criar o trabalhador com os respectivos dados, mas deixemos-nos de conversa e vamos lá ver o vídeo, esperamos que seja do seu agrado.

SANO – Demitir um trabalhador

Com a entrada do SANO em funcionamento no início de 2017, a B2S decidiu começar a disponibilizar uma série de videos que irão servir para que os nossos clientes aprendam a mexer no SANO. Serão vídeos com um tempo máximo de 2 minutos e que irão ensinar o básico do SANO para que os nossos clientes sejam mais rápidos e eficientes nas tarefas diárias.

O quarto vídeo mostra como se pode demitir um trabalhador. Demonstramos pesquisando pelo nome do trabalhador, mas também se formos pelas delegações ou até mesmo pelo perfil do trabalhador, mas deixemos-nos de conversa e vamos lá ver o vídeo, esperamos que seja do seu agrado.

SANO – Obter declaração de consulta agendada

Com a entrada do SANO em funcionamento no início de 2017, a B2S decidiu começar a disponibilizar uma série de videos que irão servir para que os nossos clientes aprendam a mexer no SANO. Serão vídeos com um tempo máximo de 2 minutos e que irão ensinar o básico do SANO para que os nossos clientes sejam mais rápidos e eficientes nas tarefas diárias.

O terceiro vídeo mostra como se pode obter a declaração de consulta agendada. Sempre que um trabalhador tem uma consulta agendada a B2S disponibiliza um declaração em três idiomas ( Português, Inglês e Francês ) que declara que aquele trabalhador tem uma consulta agendada e que pode ser usada para prova às demais autoridades, mas deixemos-nos de conversa e vamos lá ver o vídeo, esperamos que seja do seu agrado.

SANO – Como gerir os colaboradores

Com a entrada do SANO em funcionamento no início de 2017, a B2S decidiu começar a disponibilizar uma série de videos que irão servir para que os nossos clientes aprendam a mexer no SANO. Serão vídeos com um tempo máximo de 2 minutos e que irão ensinar o básico do SANO para que os nossos clientes sejam mais rápidos e eficientes nas tarefas diárias.

O segundo vídeo aborda o tema da gestão dos colaboradores, quem tem acesso a entrar como colaborador e a que delegações têm acesso. Neste vídeo vamos ensinar a inserir um colaborador e a desbloquear o acesso de um outro, mas deixemo-nos de conversa e vamos lá ver o vídeo, esperamos que seja do seu agrado.

SANO – Como descarregar uma Ficha de Aptidão Médica

Com a entrada do SANO em funcionamento no início de 2017, a B2S decidiu começar a disponibilizar uma série de videos que irão servir para que os nossos clientes aprendam a mexer no SANO. Serão vídeos com um tempo máximo de 2 minutos e que irão ensinar o básico do SANO para que os nossos clientes sejam mais rápidos e eficientes nas tarefas diárias.

O primeiro vídeo aborda o tema de como descarregar uma Ficha de Aptidão Médica de um trabalhador que já fez exame. Existem três formas de o fazer mas o vídeo vai explicar as duas mais simples.

Ou seja, podemos ir pela pesquisa, escrevendo o nome do trabalhador ou usando a listagem no painel inicial, mas deixemo-nos de conversa e vamos lá ver o vídeo, esperamos que seja do seu agrado.

PSOAS: O MÚSCULO DA ALMA

A importância do psoas para a nossa saúde, vitalidade e bem-estar emocional.

O psoas é o músculo mais profundo e estabilizador no corpo humano , afetando o equilíbrio estrutural, a amplitude dos movimento, a mobilidade articular e o funcionamento dos órgãos do abdômen.
É o único músculo que liga a coluna vertebral às pernas, é responsável por nos manter em pé e o que permite levantar as pernas para andar. O psoas saudável estabiliza a coluna vertebral e proporciona apoio através do tronco, além de formar um bom suporte para os órgãos abdominais.

músculo psoasEstudos recentes também consideram o psoasum órgão de percepção composto de tecido bio-inteligente que incorpora literalmente, nosso desejo mais profundo de sobreviver e florescer. Ou seja, ele é  o mensageiro primário do sistema nervoso central, por isso também é considerado um porta-voz das emoções (“borboletas na barriga”). Isto acontece, porque o psoas está ligado com o diafragma através do tecido conjuntivo ou fáscia, influenciando tanto a respiração, quanto o medo reflexo.

Um estilo de vida acelerado e o estresse geram uma descarga de adrenalina que cronicamente tensiona o psoas, preparando-nos para correr, entrar em ação ou contrair-se, como forma de nos proteger.   Se mantivermos o psoasconstantemente em tensão devido ao estresse, eventualmente, começarão a encurtar e endurecer. Assim dificultará a nossa postura e as funções dos órgãos que se localizam no abdômen, resultando em dor nas costas, dor ciática, problemas de disco, degeneração do quadril, períodos de menstruações dolorosas ou problemas digestivos.

Além disso, um psoas tenso envia sinais de voltagem para o sistema nervoso, interfere nos movimentos dos fluidos e afeta a respiração do diafragma. Na verdade, o psoas está tão intimamente envolvido nas reações físicas e emocionais básicas que quando está cronicamente estressado, envia constantemente sinais de alerta ao corpo, por isso pode afetar o esgotamento das glândulas supra-renais e do sistema imunológico . Esta situação é agravada pela maneira de sentar-se ou posições dos nossos hábitos diários, reduzindo nossos movimentos naturais e contraindo ainda mais os músculo.

Um psoas liberado permite alongar muito mais a parte posterior dos músculos e permite que as pernas e pélvis movam-se com  mais facilidade e independência. Melhora  a posição da coluna vertebral e de todo o tronco, com a consequente repercussão na melhoria das funções dos órgãos abdominais, da respiração e do coração.

warrior1_psoas_stretch

Quando cultivamos a saúde dos nossos psoas, reacendemos nossas energias vitais que se conectam novamente com o nosso potencial criativo.

Em algumas filosofias orientais o psoas é conhecido como o “músculo da alma”, o principal centro de energia do corpo. Quanto mais flexível e forte é o psoas, mais será o nosso fluxo de energia vital através dos ossos, músculos e articulações.

yoga-34

O psoas seria como um órgão de canalização da energia, um núcleo que nos conecta com a terra , nos permite criar um suporte forte e equilibrada desde o centro da nossa pélvis. Assim, a coluna vertebral se alonga e, através dela, pode fluir toda nossa vitalidade

Fonte: https://yoguifeliz.com/

A Segurança Higiene e Saúde do Trabalho nas Empresas de Trabalho Temporário

Dado a especificidade da sua atividade “cedência de mão-de-obra para utilização por terceiros” o legislador português optou por criar um regime próprio em matéria de segurança higiene e saúde no trabalho para as empresas de trabalho temporário.
Este regime diverge do regime geral porque em matéria de segurança higiene e saúde no trabalho, as obrigações de Saúde no Trabalho e as obrigações de Segurança e Higiene no Trabalho estão divididas pelos diversos intervenientes.
Assim, e no que respeita à responsabilidade pela organização dos serviços de saúde no trabalho, cabe à Empresa de Trabalho Temporário assegurar o cumprimento dos mesmos, (e doutra forma não poderia ser), tendo em conta que os exames médicos de admissão devem ser feitos em regra antes do início da prestação dos serviços pelo colaborador, ou, como via de exceção, e tendo o ónus da justificação da urgência, nos primeiros 15 dias úteis (art.º 186.º n.º 4 do Código do Trabalho).
Existem no entanto algumas particularidades que se traduzem numa exceção à exceção, ou seja, esta obrigação passa a ser de responsabilidade partilhada entre a empresa de trabalho temporário e a empresa utilizadora, quando os trabalhadores cedidos estiverem expostos a riscos elevados ou em postos de trabalho particularmente perigosos, devendo beneficiar além dos exames de admissão, periódicos ou ocasionais da responsabilidade da ETT, de uma vigilância médica especial a cargo do utilizador. (art.º 186.º n.º 7 do Código do Trabalho).
Para a empresa utilizadora impendem ainda outras obrigações, nomeadamente antes da colocação do trabalhador temporário, o dever de informar por escrito a empresa de trabalho temporário sobre:
– Os resultados da avaliação dos riscos para a segurança e saúde do trabalhador temporário inerentes ao posto de trabalho a que é afeto e, sendo caso disso, dos riscos elevados ou relativos a postos de trabalho particularmente perigosos, bem como da necessidade de qualificação profissional adequada e de vigilância médica especial;
– As medidas e as instruções a adotar em caso de perigo grave e iminente;
– As medidas de primeiros socorros, de combate a incêndios e de evacuação dos trabalhadores em caso de sinistro, assim como os trabalhadores ou serviços encarregados de as pôr em prática;
– As condições que permitam o acesso aos postos de trabalho ocupados ou suscetíveis de serem ocupados pelo trabalhador temporário por parte do médico do trabalho ou do técnico de higiene e segurança da empresa de trabalho temporário. (art.º 186.º n.º 2 do Código do Trabalho).
Por sua vez, esta informação deve ser transmitida pela ETT ao trabalhador temporário, por escrito e antes da sua cedência. (art.º 186.º n.º 3 do Código do Trabalho).
No que respeita às regras para a Segurança e Higiene no Trabalho, a responsabilidade será da empresa utilizadora. (entendemos como extremamente acertada a opção do legislador) tendo em conta que é a empresa utilizadora que é a responsável pelo espaço físico e pelas máquinas/equipamentos com que o trabalhador temporário desenvolverá a sua atividade, e é também esta que tem o poder de corrigir as não conformidades no âmbito das políticas de segurança e higiene no trabalho.
Isto mesmo decorre da Lei 102/2009 de 10 de setembro, com as alterações impostas pela lei 3/2014 de 28 de janeiro, que na alínea a) do número 2 do artigo 16.º dispõe que: “2 – Não obstante a responsabilidade de cada empregador, devem assegurar a segurança e a saúde, quanto a todos os trabalhadores a que se refere o número anterior, as seguintes entidades: a) A empresa utilizadora, no caso de trabalhadores em regime de trabalho temporário;”

A Born2Score é uma empresa certificada e especializada na prestação de serviços de medicina do trabalho a empresas de trabalho temporário, contando no seu portfólio de clientes com diversas empresas deste ramo de atividade.
Estamos disponíveis para lhe apresentar uma proposta para a prestação destes serviços, bastando que para o efeito entrem em contacto conosco pelo 227 141 419, ou [email protected]
elaborado por Pedro Henriques

Hipertensão Arterial

Designam-se de hipertensão arterial (HTA) todas as situações em que se verificam valores de tensão arterial aumentados. Para esta caracterização, consideram-se valores de tensão arterial sistólica superiores ou iguais a 140 mm Hg (milímetros de mercúrio) e/ou valores de tensão arterial diastólica superiores a 90 mm Hg.
Em Portugal, existem cerca de dois milhões de hipertensos. Destes, apenas metade tem conhecimento de que tem pressão arterial elevada, apenas um quarto está medicado e apenas 16 por cento estão controlados. Estes números elevados podem ser explicados pelo facto de a HTA ser uma doença silenciosa, ou seja, na maior parte dos casos, os sintomas são inexistentes.
Hoje sabe-se que a adopção de um estilo de vida saudável pode prevenir o aparecimento da doença e que a sua detecção e acompanhamento precoces podem reduzir o risco de incidência de doença cardiovascular.
Neste sentido, surge a necessidade de alertar e informar a população para este problema de saúde, sensibilizando a mesma para a sua vigilância e prevenção.
Na imagem poderão ser consultadas as medidas preventivas da HTA.

Fonte: Direcção Geral de Saúde
Elaborado por Enfª Andreia Guedes